#16 Claraboia – José Saramago

Title

Claraboia (Portuguese)

Author

José Saramago

Genre

Novel, Nobel Prize

Readability

Easy. I consider it easy, remembering the fact that it is a Saramago’s novel.

Engagement

Medium. The main character is different from chapter to chapter and, because of this, we read the book very calmly.

Score

score-4

Title (Original)

Claraboia

Year of Publication

2011

Cover

Claraboia - Jose Saramago

Short Description & Notes

Claraboia brings us the stories of six families living in the same working class building and their struggle for survival. The book starts describing a happy though not perfect couple, married for thirty years. In a parallel manner, we meet the other tenants: the mysterious woman who receives the nocturnal visit of an older man; the couple with their young boy who hate each other, another couple who does not look to the means needed to get a better job to their young and not so innocent daughter but criticize promptly all others; two sisters living with their widow mother and aunt; a couple with the strangest and disturbing relationship after their young daughter’s death. Saramago describes all the characters concerning their best virtues but without neglecting their weaknesses and defects. At times the narrative gets so realistic and so close to our own fears that we need to take a deep breath before keep reading. The main idea of the book is the man seeking his true nature and the frustration of never really knowing himself and his willingness.

“A acção do romance localiza-se em Lisboa em meados do século XX. Num prédio existente numa zona popular não identificada de Lisboa vivem seis famílias: um sapateiro com a respectiva mulher e um caixeiro-viajante casado com uma galega e o respectivo filho – nos dois apartamentos do rés-do-chão; um empregado da tipografia de um jornal e a respectiva mulher e uma “mulher por conta” no 1º andar; uma família de quatro mulheres (duas irmãs e as duas filhas de uma delas) e, em frente, no 2º andar, um empregado de escritório a mulher e a respectiva filha no início da idade adulta.
O romance começa com uma conversa matinal entre o sapateiro do rés-do-chão, Silvestre, e a mulher, Mariana, sobre se lhes seria conveniente e útil alugar um quarto que têm livre para daí obter algum rendimento. A conversa decorre, o dia vai nascendo, a vida no prédio recomeça e o romance avança revelando ao leitor as vidas daquelas seis famílias da pequena burguesia lisboeta: os seus dramas pessoais e familiares, a estreiteza das suas vidas, as suas frustrações e pequenas misérias, materiais e morais.
O quarto do sapateiro acaba alugado a Abel Nogueira, personagem para o qual Saramago transpõe o seu debate – debate que 30 anos depois viria a ser o tema central do romance O Ano da Morte de Ricardo Reis – com Fernando Pessoa: Podemos manter-nos alheios ao mundo que nos rodeia? Não teremos o dever de intervir no mundo porque somos dele parte integrante?” – Goodreads: Claraboia

Remarkable Quotes

“Nenhum deles se iludia a respeito do outro e bem sabiam que o fogo da juventude se apagara para nunca mais, mas amavam-se ternamente, hoje como há trinta anos, quando do casamento. Talvez agora o seu amor fosse maior, porque já não se alimentava de perfeições reais ou imaginadas.”

“Há palavras que se retraem, que se recusam – porque significam de mais para os nossos ouvidos cansados de palavras.”

“Os três estavam contentes, tinham aquele sorriso de olhos que vale por todos os sorrisos de dentes e lábios.”

“Mas agora ela chorava e Henrique, como todas as crianças, não podia ver chorar e muito menos sua mãe.”

“Por única resposta Maria Cláudia sorriu. Fez o que todas as mulheres fazem quando não sabem que responder. A pessoa a quem o sorriso é dirigido pode interpretá-lo como quiser.”

“A sua única compensação estava no amor, não o amor obrigatório do parentesco, tantas vezes um fardo imposto pelas convenções, mas o amor espontâneo que de si mesmo se alimenta.”

Fun Facts

First and currently the only book of Saramago published posthumously.

In fact, this was the second book written by the author, but in the fifties, the editor refused to publish it. Thirty years later, the same publishing house asked him to publish the book. However, after the initial refusal, José Saramago decided to give the manuscript to his family so they could later decide whether to publish it or not.

Specialists in Portuguese literature consider “Claraboia” an exercise that served as a preparation to more mature books written later in the author’s career.

What do you think? Leave a Reply